conl2.GIF (1690 bytes)

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS)

Faça sua pergunta ao Coração On Line


Quais são as causas principais de pressão alta?

Re: Em aproximadamente 95% dos casos a causa não pode ser determinada, porque, na realidade, não há uma causa única, isolada.   Neste caso, vários fatores contribuem para o aparecimento da pressão alta:   obesidade, estresse, consumo exagerado de sal ou bebidas alcoólicas, antecedentes familiares e muitos outros fatores que os médicos ainda nem conhecem.
Em 5%  dos casos, a hipertensão pode decorrer de problemas renais, ou obstruções nos vasos dos rins, ou doenças raras como hiperaldosteronismo, feocromocitoma, doença de Cushing e outras.  Só uma boa avaliação médica e laboratorial pode excluir essas causas.


A pessoa com a pressão arterial 17 por 8 é considerada hipertensa?

Re: A primeira coisa a se ressaltar é que todas as medidas de pressão arterial só têm valor se forem obtidas em repouso, com técnica adequada e se esses valores se repetirem em pelo menos duas ocasiões distintas.  Se todos esses pré-requisitos foram preenchidos, os valores de 17x8 indicam hipertensão arterial sistólica isolada, isto é, só a "máxima" subiu.  Essa é uma situação mais comum nos pacientes idosos.


A pressão arterial 140/90 apresenta riscos para o coração ?

Re: A resposta é sim, pois 140/90 indica hipertensão (o limite superior da normalidade, se não houver diabetes nem doença dos rins, é 139/89). 
Mas cabe uma ressalva.  É preciso saber em que condições essa pressão foi verificada, pois só podemos valorizar as medidas obtidas em boas condições técnicas, como por exemplo repouso, posição do braço, tamanho e aferição do aparelho, etc.   Se todas as normas foram respeitadas então cabe uma segunda pergunta:  esse valor representa uma medida única ou repetiu-se em várias ocasiões?
Se a pressão foi medida com boa técnica e os valores se repetiram então 140/90 é hipertensão, representa risco a saúde e deve ser tratada, incialmente com medidas não farmacológicas como redução do consumo de sal, controle do peso e exercícios aeróbicos.



O que é hipertensão pulmonar leve? O que isso pode causar?

Re: A hipertensão pulmonar ocorre quando os níveis de pressão da artéria pulmonar ultrapassam os limites superiores da normalidade. Essa hipertensão é totalmente diferente da hipertensão arterial sistêmica, popularmente conhecida como pressão alta.  A hipertensão pulmonar pode ser classificada, de acordo com a gravidade, em leve, moderada e grave.  As formas leves raramente determinam problemas, mas precisam ser acompanhadas para evitar a progressão para formas mais graves.  A hipertensão pulmonar em suas formas mais graves pode atrapalhar o funcionamento das câmaras direitas do coração (átrio direito e ventrículo direito).  Várias doenças, principalmente doenças pulmonares, podem provocar hipertensão pulmonar, mas existe também uma causa denominada primária ou idiopática, cuja origem permanece desconhecida.


Senti recentemente um pequeno formigamento nas pontas dos dedos da mão direita. Eu estava sentado. Quando fiquei em pé, senti minha perna direita um pouco pesada, sintoma que continuou por dois dias. Isto é sintoma de hipertensão? Procurei um médico e ele me receitou propanolol, mas a partir desse dia fiquei com uma espécie de pressão do pescoço para cima e às vezes no peito. Tem hora que este sintoma desaparece. Tenho também dormência na ponta dos dedos do pé direito e da mão direita. É comum este tipo de sintoma numa pessoa hipertensa, mesmo a pressão estando normal?

Re: Esses sintomas não se parecem com os sintomas habituais de hipertensão que, diga-se de passagem, na maior parte das vezes não determina qualquer sintoma.  Se a sua pressão está controlada e, ainda assim, os sintomas persistem então é preciso passar por uma reavalição médica.


Apresentei, há pouco mais de um ano exame de sangue com alteração na taxa de LDL (240) e colesterol total (330). Após regime alimentar baixou, em 8 meses, para 190 e 230 respectivamente. Até então, apresentava pressão arterial normal, segundo meu cardiologista, mas ultimamente tenho tido formigamento nas mãos e pés, principalmente do lado esquerdo. O que isso pode significar?

Re: Os formigamentos (o termo médico é parestesia), são sintomas muito freqüentes. As pessoas tendem a associar as parestesias a fenômenos circulatórios, como por exemplo, alterações na pressão arterial, mas essa associação não tem qualquer razão de ser. Quando ocorrem, as parestesias traduzem sempre um fenômeno neurológico, que pode ser proveniente do sistema nervoso central (raro), dos nervos periféricos (mais comum), ou do sistema neurovegetativo (essa provavelmente é a causa mais comum). Se o seu médico mediu a sua pressão corretamente e disse que ela está normal, então ela está normal mesmo e não é a origem dos seus sintomas. A redução do colesterol total e LDL só pode trazer benefício, e como foi obtida por meio apenas de dieta não deve ser a causa dos sintomas. Melhor consultar o seu médico ou, a seu critério, um cardiologista.


Hipertensão, como é conhecida popularmente, é a mesma coisa que hipertensão arterial sistêmica? Elas são curáveis ou apenas controláveis?

Re: Embora existam outras formas de hipertensão, como por exemplo a hipertensão portal e a hipertensão arterial pulmonar, a imensa maioria das vezes em que se emprega a palavra hipertensão estamos nos referindo a hipertensão arterial sistêmica, que é muito mais comum que todas as outras formas de hipertensão.
A hipertensão arterial sistêmica, ou simplesmente hipertensão, pode acometer até 20% da população adulta, dependendo da faixa etária. Em 95% dos casos a hipertensão arterial sistêmica é dita primária, não tem causa conhecida e por isso mesmo não tem cura, mas pode ser controlada com o uso de medicamentos. Nos 5% restantes é possível identificar uma causa, que muitas vezes pode ser tratada resultando em cura da hipertensão. Esses casos, contudo, constituem uma pequena parcela da população de hipertensos.


Descobri recentemente que tenho pressão alta. Meu coração está perfeito (fiz eletrocardiograma). Tomo remédio (Athenol) para controlar o batimento cardíaco. Estou meio obeso. Estou me alimentando somente de filé frango e saladas. Ando 6 Km por dia. Estou nessa vida há 90 dias. Mesmo assim, sinto um mal estar , sinto-me esquisito, formigamento nas mãos, cefaléia intensa, às vezes melhora, mas não passo bem. Tirei o sal e acúçar da comida. Só uso sal para dieta.
Pergunta: Que mais devo fazer para parar a dor cabeça e o formigamento nas extremidades e mal estar, inclusive dor na nuca para tensão?

Re: Antes de mais nada, aceite os meus sinceros parabéns por sua mudança de hábitos com relação a dieta e exercício físico. Perder peso, exercitar-se e reduzir a ingestão de cloreto de sódio são medidas fundamentais no controle da hipertensão arterial.
Quanto aos seus sintomas, só uma avaliação cuidadosa poderá esclarecer a sua origem, pois múltiplas são as causas de sintomas como os que o senhor apresenta. A própria hipertensão pode determinar dores de cabeça freqüentes. Assim, o primeiro passo é saber se a sua pressão já está controlada com as medidas adotadas.
Para isso é preciso voltar ao seu médico para uma reavaliação.
A tensão ou estresse, como o senhor mesmo citou, também são causas comuns dos sintomas que o senhor está apresentando. Apenas uma conversa com o seu clínico poderá esclarecer isso. De novo, meu conselho é procurar o seu médico, que poderá inclusive pesquisar outras causas menos comuns para tais sintomas.
O importante é não desanimar e seguir o tratamento com a perda de peso, exercícios e dieta com pouco sal, além de seguir também a prescrição feita pelo seu médico.


Sou hipertensa desde os 31 anos. Tomarei medicamento por toda vida?

Re: "Por toda a vida" me parece um pouco dramático! Vamos entender algumas coisas. A primeira consideração é que todo hipertenso tratado com remédio deve receber, também, orientação para tratamento não-medicamentoso como sugerido abaixo:
1- Parar de fumar
2- Perder peso se você estiver acima do seu peso ideal
3- Limitar o consumo de bebida alcoólica e gorduras
4- Reduzir a ingestão de sal (sódio)
5- Praticar exercícios aeróbicos regularmente
6- Evitar o uso de pílula anticoncepcional e outros medicamentos que elevam a pressão

Alguns pacientes hipertensos conseguem controlar a pressão arterial com as medidas acima e, desse modo, não têm necessidade de usar remédio. Infelizmente estes casos são a minoria , porque mudar o estilo de vida das pessoas é mais difícil que convencê-los a tomar remédios. Existem ainda casos (aproximadamente 5%) em que há uma causa bem definida para a elevação da pressão e, assim, tratada a causa, a hipertensão pode ser curada.
Mas, para a maioria dos casos, o uso de medicação anti-hipertensiva deve ser contínuo e por tempo prolongado, talvez, por toda a vida. Mas não se esqueça que a ciência avança rápido e novos tratamentos aparecem a cada dia! Boa sorte com o seu tratamento.


Qual a definição de pressão arterial sistólica e diastólica? Qual a causa e prevenção.

Vamos começar com uma simplificação. A pressão sistólica é aquilo que as pessoas costumam chamar de máxima e pressão diastólica é chamada de mínima. Assim, quando alguém diz que a sua pressão é "12 por 8" isso significa que a pressão sistólica é 12 (ou 120 milímetros de mercúrio) e a pressão diastólica é 8 (ou 80 milímetros de mercúrio), respectivamente máxima e mínima.
O coração se contrai e relaxa várias vezes por minuto para impulsionar o sangue pelos vasos. A pressão sistólica é gerada pelo coração no momento da contração ou batimento. Os médicos chamam essa contração de sístole e por isso a pressão gerada nesse momento é sistólica. Quando o coração relaxa, é gerada a pressão diastólica (diástole é termo médico para o relaxamento).
Quando você pergunta sobre causas e prevenção, eu imagino que você se refira a causas e prevenção da hipertensão, que é quando os níveis de pressão sobem acima de 14 por 9. Em 95% das vezes não há uma causa clara. Apenas em 5% das vezes existe uma causa bem determinada para a hipertensão como doenças renais, endócrinas e etc. Para prevenir a hipertensão é necessário não abusar do sal na comida, evitar o excesso de peso, e fazer exercícios aeróbicos com regularidade. Um outro fator importante é a influência genética, ou seja filhos de hipertensos tem maior chance de se tornarem hipertensos, mas isso não há como prevenir.


Gostaria de saber qual a influência, conseqüência, que a maconha e/ou a cocaína tem sobre uma pessoa que tem predisposição a hipertensão e problemas cardíacos? Meu pai (falecido), tinha problemas do coração (hipertensão, angina) e diabete.

Re: Os antecedentes familiares são muito importantes para as doenças cardíacas. Desse modo, se o seu pai faleceu por causa de hipertensão, angina e diabetes, você deve, desde já, procurar levar uma vida mais saudável, pois seus antecedentes familiares são desfavoráveis. Nenhum tipo de droga combina com vida saudável, nem mesmo o cigarro, quanto mais maconha e cocaína.
A maconha tem muitos efeitos sobre o sistema nervoso central afetando o seu funcionamento ao longo dos anos de consumo da droga. Está provado que fumar maconha "emburrece" e deixa a pessoa mais predisposta às doenças mentais. A maconha também provoca impotência sexual com o uso prolongado. Não se conhece efeitos muito desfavoráveis da maconha sobre o coração e as artérias, mas eu acho que os outros efeitos são razão suficiente para não usá-la.
Quanto à cocaína, o seu uso traz consequências gravíssimas para a saúde cardiovascular. A cocaína e o crack podem provocar crises sérias de hipertensão, aumentando muito o risco de acidentes vasculares cerebrais (derrames, que podem deixar a pessoa paralizada por toda a vida). A cocaína e o crack também provocam infarto agudo do miocárdio e arritmias cardíacas. Essas 2 doenças podem levar uma pessoa à morte antes mesmo que ela possa procurar um médico. Esses riscos são ainda maiores nas pessoas com predisposição familiar, como é o seu caso. Há também o risco de endocardite (infecção do coração), hepatite B, cirrose e AIDS para aqueles que usam a droga injetada na veia.

Meus agradecimentos pela informação prestada, este serviço deve ajudar muita gente, espero que dure por muitos anos.
Parabéns e obrigado.


Já tomei Renitec, Triatec, Capoten, Norvasc e atualmente estou tomando Pressat. Porque se muda tanto de remédio?

Re: Existem várias classes de medicamentos capazes de controlar a pressão arterial. Dentro de cada classe existem várias produtos químicos (genéricos) e dentre os genéricos existem vários nomes comerciais (marcas fantasia).
Nem todos os pacientes respodem da mesma maneira as diferentes classes de remédios e por isso, as vezes, é necessário trocar de classe até que se encontre a droga ideal.
Existem dois motivos básicos para se trocar um medicamento anti-hipertensivo:
a) o remédio não surte o efeito desejado naquele paciente em particular; lembre-se nem todos os hipertensos respondem da mesma maneira aos diferentes remédios;
b) o paciente apresentou efeitos colaterais ao uso da medicação
No seu caso especificamente, Renitec, Triatec e Capoten são drogas diferentes que pertencem a uma mesma classe farmacológica. Os nome dessas drogas são enalapril, ramipril e captopril, respectivamente. Repare que todas terminam em pril, indicando que pertencem a uma mesma classe e tem ação praticamente idêntica. Em resumo, trocou, mas não muito. No caso de Pressat e Norvasc, isso não constitue troca porque o genérico dos dois remédios é idêntico (amlodipina 5 ou 10 mg). O que mudou foi a marca fantasia. A troca entre Pressat e Norvasc não constitue troca de medicamento.
Um abraço e sucesso no seu tratamento. Não desanime que o seu médico vai encontrar o medicamento ideal para o seu caso.


Qual a importância dos eletrólitos para a manutenção da função cardíaca?

Re: Os eletrólitos são elementos químicos simples como sódio, potássio, cálcio, magnésio e etc. que se encontram dissolvidos no sangue e no interior de todas as células do organismo em diferentes quantidades. Esses elementos são muito importantes para o funcionamento do organismo todo e não apeans do sistema cardiovascular.
No caso específico do coração, tanto a atividade elétrica como a contração
do muscular do órgão dependem desses elementos, especialmente potássio,
cálcio e magnésio.


Quais os sintomas da hipertensão?

Re: Este talvez seja o maior problema da hipertensão; na maioria das vezes não há qualquer sintoma! Às vezes, durante as crises de elevação da pressão, o paciente pode referir dor de cabeça, tonturas e alterações visuais como pontinhos brilhantes ou visão embaçada. Mas isso geralmente só quando a pressão sobe muito. Na maior parte das vezes o hipertenso não sente nada.
Por esse motivo pode ser muito difícil convencer alguém a tomar remédios para hipertensão: "Porque eu preciso tomar remédios se eu não sinto nada?".
Nessa hora, o médico deve explicar que o tratamento da hipertensão visa diminuir os riscos de infarto, derrame e várias outras doenças graves que surgem em decorrência da hipertensão, mesmo naqueles pacientes que não sentem nada.


Qual a freqüência cardíaca ideal para se trabalhar com atividade física com hipertensos graves do sexo feminino? Como calcular esta freqüência?

Re: A realização de teste ergométrico nestes casos é essencial, pois nos hipertensos graves antes da frequência cardíaca é o nível de pressão que deve limitar o exercício.
Desse modo, para homens ou mulheres, a atividade física deve ser limitada a uma frequência cardíaca que permita um nível seguro de pressão, digamos no máximo 200x100 mmHg. Note que estes níveis não devem ser tomados a ferro-e-fogo e, principalmente, só devem ser utilizados em pacientes com hipertensão grave.


Gostaria de obter algumas informações dado o meu quadro clínico. Tenho 29 anos, 1,80m, 90 quilos, sou hipertenso, tomo Atenol 100 mg, Arelix e Triatec 2,5. Já fiz vários exames sobre a causa da hipertensão, sem que nenhuma anormalidade tenha sido detectada. Sou muito ativo, pois ando muito no meu trabalho e faço natação três vezes por semana e tênis duas vezes por semana, por cerca de uma hora cada dia. Vou ao médico de seis em seis meses para tirar a pressão, mas também faço isso em casa toda semana. Também para fazer os exames de rotina (sangue, urina, eletro, eco, esforço físico), sem que nada se apresente alterado até o momento. Espero que isso continue assim por muito tempo. Também já fiz um MAPA, que mediu uma pressão média de 11 por 7. Gostaria de saber se uma pessoa  como eu, nessas condições, pode fazer esportes como o pára-quedismo e o mergulho. Ouvi dizer que um hipertenso não pode mergulhar. A pressão  atmosférica interfere na pressão arterial? Estou bastante interessado em fazerpára-quedismo. Na última vez que fui ao médico, ele disse que,  segundo os exames, estava apto a qualquer prática desportiva.

Re: Se a sua pressão estiver controlada e não houver anormalidade cardíaca você pode praticar qualquer esporte amador. 


Qual a prevalência da hipertensão no RS e/ou Brasil.

Re: Estes dados estão disponíveis no http://www.datasus.gov.br.


Estou com pressão alta entre 15/9 a 17/8, dor no peito. Já tomei Norvasc de manhã (8hs) e continuou alta. Às 19hs tomei Higroton-25ml e os sintomas persistem o que devo fazer??? 

Re: Espero que toda essa medicação tenha sido tomada sob supervisão médica!  O remédio do seu parente ou vizinho pode não ser útil no seu caso.  Chama a atenção o fato do diurético (Higroton) ter sido tomado à noite, o que não é recomendável. Várias classes diferentes de medicamentos estão disponíveis para controle da pressão.  Procure o seu médico que ele vai lhe ajudar. Outro lembrete, a maiora dos medicamentos anti-hipertensivos não abaixa a pressão "do dia para a noite".  Alguns podem levar semanas para atingir seu efeito máximo. Bom tratamento.


Faça sua pergunta ao Coração On Line

< Volta para Coração On Line